Ir para o conteúdo
Que tal ver a copa por diversos ângulos, mas sem televisão e sem jogo passando? O Museu da Vida realizou no sábado, dia 14 de junho de 2014, às 11h, na Tenda da Ciência, uma contação de história com o tema "Copa, pra que te quero?".

Voltada para o público adulto, foram lidas crônicas, poesias e contos de autores como Carlos Drummond de Andrade, Lima Barreto, Eduardo Galeano, entre outros.

Durante o evento, foi abordado o impacto da copa do mundo para a sociedade e para a cidade.

Ao término, aconteceu também um bate-papo com Paulo Bruno, pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública/Fiocruz e membro do Comitê Popular da Copa.

O Museu da Vida fica na Av. Brasil, 4365 – Manguinhos – Rio de Janeiro (perto da passarela 6).

Veja aqui mais informações sobre o espetáculo.


Presidente da Fundação Oswaldo Cruz: Paulo Gadelha
Diretor da Casa de Oswaldo Cruz: Paulo Elian
Chefe do Museu da Vida: Diego Vaz Bevilaqua

"A Vida de Galileu", de Bertolt Brecht

Direção geral: Daniel Herz
Direção: Daniel Herz e João Marcelo Pallottino
Diretor assistente: Clarissa Kahane
Tradução: Roberto Schwarz
Adaptação do texto: Daniel Herz, Diego Vaz Bevilaqua, Letícia Guimarães e Wanda Hamilton
Elenco: Andressa Lameu, Carol Santaroni, Diego Abreu, Ingra da Rosa, Letícia Guimarães, Pablo Aguilar, Pablo Paleólogo, Roberto Rodrigues e Sérgio Kauffmann
Direção musical e música original: Leandro Castilho
Cenário: Fernando Mello da Costa
Figurino: Carla Ferraz
Luz: Aurélio de Simoni
Direção de movimento: Janice Botelho
Inserção de textos “Massacre de Manguinhos” : Wanda Hamilton, Carol Garcia, Carol Santaroni, Ingra da Rosa, Letícia Guimarães, Lucas Drummond, Pablo Aguilar, Roberto Rodrigues, Sérgio Kauffmann e Tomaz Miranda.
Consultoria “Massacre de Manguinhos” : Wanda Hamilton
Consultoria Científica: Paulo Henrique Colonese
Idealização: Alessandro Machado, Diego Vaz Bevilaqua, Letícia Guimarães, Pablo Aguilar e Wanda Hamilton
Vídeografismo: Mayara Rangel
Programação visual: Alana Moreira
Assessoria de Imprensa: Haendel Gomes
Mídias digitais: NEDC/Museu da Vida e ASCOM/COC
Fotos: Renato Mangolin

Operação de Luz: Lívia Ataíde
Operação de Som: Ronaldo Carlos Barboza
Operação de Multimídia: Rafael Silvestre
Contrarregragem: SOT/Museu da Vida

Captação de Recursos: Escritório de Captação da Fiocruz
Gestão Cultural: SPCOC
Produção executiva: Mariluci Nascimento
Direção de produção: Geraldo Casadei

Agradecimentos: Fernanda Avellar, Daniela Muzi, Eliane Pontes, Videosaúde/ICICT/Fiocruz, José Maria, Denise Fraga, Nia Produções, Luis Fernando Donadio, André Bordalo, Alessandro Machado, Rita Alcântara, Flavia Castro, Carla Almeida, Marina Ramalho, Marta Fabíola Mayrink, André Freitas, Luciano dos Santos Almeida, Loloano Silva, Rodney Wilbert, Luiza Andrea e Fabiane Gaspar.

 

Discutir e propiciar um olhar crítico sobre a produção, os significados e os usos de materiais educativos em saúde na atualidade. Esta é a proposta da próxima edição do Seminário da Pós-graduação em Divulgação Científica, que terá como palestrante Denise Nacif Pimenta, do Laboratório de Informação Científica e Tecnológica em Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, unidade da Fiocruz.

A pesquisadora irá, a partir do caso das doenças negligenciadas, problematizar como se dá a disseminação de informação pelos materiais educativos, como eles são utilizados e se alcançam seus objetivos.

O evento acontece na próxima segunda-feira, dia 16 de junho, às 9h30, na Oficina-Escola de Manguinhos, que fica na Av. Brasil, 4365 – Manguinhos – Rio de Janeiro (perto da passarela 6).
No dia 9 de junho, o Museu da Vida, dentro de seu ciclo de seminários da Pós-graduação em Divulgação Científica, recebe Guaracira Gouvêa, professora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), para tratar do tema “A divulgação da ciência e da técnica e as imagens”.

Doutora em Educação, Gestão e Difusão em Biociências pela UFRJ e pós-doutora em Educação pela Universidade Autônoma de Barcelona, Guaracira tem entre seus principais temas de pesquisa a relação entre a mídia e a educação e a análise da linguagem e das imagens na divulgação científica.

O seminário será realizado na próxima segunda-feira, dia 9 de junho, às 9h30, na Oficina-Escola de Manguinhos, no campus da Fiocruz, na Av. Brasil, 4365 – Manguinhos – Rio de Janeiro (perto da passarela 6).
A Semana do Meio Ambiente aconteceu entre os dias 3 e 7 de junho de 2014, no campus Manguinhos, com o objetivo de debater questões sobre sustentabilidade, destinação de resíduos e agricultura familiar.

Durante a Semana, o Museu da Vida participou apresentando a peça Aprendiz de Feiticeiro, de Maria Clara Machado; realizando uma visita ao Castelo Mourisco, símbolo da Fiocruz; e com a realização de trilha histórica e trilha ecológica pelo campus Manguinhos.

Confira a programação completa abaixo:

3 de junho (terça) – Resíduo

8h30 - Abertura

9h - Programa Lixo Zero, um exercício de cidadania
Fernando Alves Pinto - Diretor de Áreas Verdes, Ex-Coordenador do Programa Lixo Zero da Comlurb
Local: Tenda da Ciência

9h às 12h e 13h às 16h30 – Feira Sustentável
Exposição de materiais sustentáveis
Local: Tenda da Ciência

9h às 16h - Posto de coleta de resíduos
Vidro, óleo, banner, agasalhos e tetrapak e tecnológico
Local: Tenda da Ciência

10h30 - Reciclagem no RJ
Glauco Pessoa - Sócio-diretor da Recolog - Ecolog Logística Reversa Ltda. Presidente na UNASER - União Nacional das Empresas de Reciclagem
Local: Tenda da Ciência

14h - Resíduos de construção civil, da geração a destinação final
Hélcio da Silva Maia - Presidente da Associação dos Aterros de Resíduos de Construção civil – ASSAERJ
Local: Tenda da Ciência

15h30 - Reciclagem das embalagens longa vida
Fausto Pitta - Gerenciamento de Resíduos da TETRA PAK
Local: Tenda da Ciência

4 de junho (Quarta) – Agricultura Familiar

9h – Passeando pela História da Fiocruz – Caminhada no Campo de Manguinhos
Bruno Cury - Museu da Vida
Local: Centro de Recepção

9h às 12h e 13h às 16h30 – Feira Sustentável
Exposição de materiais sustentáveis
Local: Tenda da Ciência

9h às 16h - Posto de coleta de resíduos
Vidro, óleo, banner, agasalhos e tetrapak.
Local: Tenda da Ciência

9h30 - Peça “Por Amor a Natureza”
Cia de Teatro 3 Micos
Público: Berçário, Pré Maternal e Maternal - somente para crianças e trabalhadores da Creche Fiocruz

10h30 - Peça Aprendiz de Feiticeiro (Maria Clara Machado)
Local: Tenda da Ciência

10h30 – Ver de Perto – atividade sobre Biodiversidade Entomológica
Tereza Osório - Museu da Vida
Ponto de Encontro: Centro de Recepção

11h - Hortaliças tradicionais: antigos saberes e sabores, novas oportunidades (Visita ao Castelo antes da palestra)
Nuno Rodrigo Madeira - Embrapa
Local: Centro de Recepção

13h30 - Peça Aprendiz de Feiticeiro (Maria Clara Machado)
Local: Tenda da Ciência

15h30 - Peça “Por Amor a Natureza” Cia de Teatro 3 Micos
Público: Jardim I e Jardim II - somente para crianças e trabalhadores da Creche Fiocruz

5 de junho (Quinta) – Visita Técnica

9h - Trilha Histórica e Ecológica no Campus Manguinhos - Museu da Vida
Inscrições encerradas
Ponto de encontro: Centro de Recepção

9h às 16h - Visita ao Aterro Sanitário de Seropédica
Inscrições encerradas

10h30 - Peça Aprendiz de Feiticeiro (Maria Clara Machado)
Local: Tenda da Ciência

13h30 - Peça Aprendiz de Feiticeiro (Maria Clara Machado)
Local: Tenda da Ciência

14h - Trilha Histórica e Ecológica no Campus Manguinhos - Museu da Vida
Ponto de encontro: Centro de Recepção

6 de junho (sexta) – Corrida Carbono Zero

13h30 - Concentração da corrida, distribuição de kits e recebimento de alimento não perecível

15h - *Corrida Carbono Zero (Organizada pela Asfoc e Dirac)
Inscrições abertas

16h - Premiação

7 de junho (sábado)

10h às 16h – Pintura do Corpo Temática

10h30 - Peça Aprendiz de Feiticeiro (Maria Clara Machado)
Local: Tenda da Ciência

12h – Trilha Histórica e Ecológica no Campo de Manguinhos – Museu da Vida
Ponto de Encontro: Centro de Recepção

13h – Oficina de Palhaçaria
Ponto de Encontro: Centro de Recepção
Em encontros que envolvem lazer, cultura, ciência e troca de informações, a equipe do Museu da Vida recebe os alunos de escolas municipais do território onde está inserida a Fiocruz e suas famílias.

Em 2014, os encontros seguintes aconteceram nos dias 12 de abril, 5 de julho, 27 de setembro e 6 de dezembro.

Dentre os objetivos dos encontros, está a intenção de criar espaços de diálogo com as famílias para que possam intervir, de forma colaborativa, no projeto educacional territorial de Manguinhos. Além disso, são discutidos temas de saúde baseados nos estudos realizados pela Fiocruz.

A iniciativa faz parte do projeto “Tecendo redes por um planeta Terra saudável”, iniciado em 2007, com foco no desenvolvimento de uma ação educativa de popularização da ciência que traga melhorias para a qualidade de vida na região. O projeto é realizado pelo Museu em parceria com cinco escolas do entorno, em que são construídas atividades ligadas à proposta educativa do museu e ao projeto político pedagógico da escola.

Se você mora no território onde está inserida a Fiocruz, sinta-se convidado a fazer parte do próximo encontro.
Teste de leia mais
Veja, abaixo, as informações da vaga:

Especificações

Vínculo: Estágio / CIEE
Escolaridade: A partir do 4º período do Curso de Museologia
Vaga: 01 (uma) no Serviço de Museologia
Período de Inscrição: até 11/06/2014 (envio de currículos); 12 e 13/06/2014 (entrevistas)
Carga horária: 30 (trinta) horas semanais
Bolsa: R$ 520,00
Auxílio Transporte: R$ 132,00

Perfil

Noções de Informática: Word, Excel e Access
Interesse na área de documentação museológica
Iniciativa e espírito de equipe

Atividades a serem desenvolvidas

• Acompanhar o desenvolvimento de banco de dados;
• Auxiliar na entrada de registros e revisão de dados em sistema informatizado;
• Acompanhar o controle do fluxo de documentos sobre o acervo;
• Auxiliar na redação e produção de relatórios;
• Auxiliar nas demais atividades do Serviço de Museologia.

A seleção será feita por meio de análise de currículo e entrevista. Os currículos devem ser enviados para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
A exposição “Floresta dos Sentidos” entrou em cartaz no Museu Ciência e Vida, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, e pôde ser visitada de terça a sábado, das 9h às 17h, e nos domingos, das 13h às 17h. Em um cenário de floresta, crianças são desafiadas a encontrar diferentes espécies de plantas e animais na mata. A brincadeira é mediada por perguntas feitas por uma preguiça, mascote da atividade, na tela de um computador.

Voltada para o público infantil, a atividade pretende ser uma ferramenta lúdica para sensibilizar as crianças com relação à temáticas atuais que envolvem as florestas brasileiras, como a disputa por recursos entre espécies nativas e invasoras e o tráfico de aves e de informações para pesquisas. Na “Floresta dos Sentidos”, os visitantes podem desvendar com suas próprias mãos os segredos escondidos no tronco do Toca-toca e escutar os diferentes sons que saem da “Caverna dos Sons”.

Os desafios presentes no jogo envolvem encontrar espécies invasoras – que vieram de outros ambientes e se espalharam com facilidade em nossas matas; espécies traficadas – animais que, por serem úteis ou bonitos, são comercializados ilegalmente; ou espécies envolvidas em biopirataria – roubo de conhecimento gerado a partir de nossas espécies.

Produzida pelo Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com apoio da Faperj, a atividade integra o projeto "Ciência para pequenos curiosos".
Foto: Peter Ilicciev
De 24 de janeiro a 12 de março, a exposição “O Corpo na Arte Africana” levou cerca de 140 obras sobre o corpo na arte e na cultura africanas para a Pinacoteca Universitária, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), em Maceió (AL). Desde setembro de 2013, a exposição iniciou uma itinerância pelo Nordeste. A mostra já esteve em cartaz em Recife e em João Pessoa. A exposição foi exibida em Maceió até 12 de março de 2014 e, após este período, entra em cartaz em Natal.

“O Corpo na Arte Africana” reúne peças trazidas por pesquisadores da Fiocruz em missão no continente africano e está dividida em cinco módulos: “Corpo individual & Corpos múltiplos”; “Sexualidade & Maternidade”; “A modificação e a decoração do corpo”; “O corpo na decoração dos objetos”; e “Máscaras como manifestação cultural”. A mediação da exposição é realizada através das atividades lúdicas e educativas "Tesouros da África", que abordam a diversidade e identidade nas culturas africanas e sua influência nas culturas ocidentais.

Confira mais informações e as versões virtuais da exposição, em português e em inglês.

Veja por onde a exposição já passou e eventos relacionados à sua exibição em: http://www.museudavida.fiocruz.br/africa

O Corpo na Arte Africana

Exposição gratuita

De 24 de janeiro a 12 de março de 2014

Inauguração: 24/01, às 20h

Horário: segundas, quartas e sextas, de 8h30 às 12h30 e de 14h às 18h; terças e quintas, de 8h30 às 12h30 e de 14h às 20h

Local: Pinacoteca Universitária, da Universidade Federal de Alagoas

Endereço: Espaço Cultural Salomão De Barros Lima - Pr. Visconde De Sinimbu, 206, 1º Andar – Centro – Maceió, Alagoas
Mais informações pelo telefone (82) 3221-7230
Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento terça a sexta-feira: 9-16h30, sábados: 10h-16h

agendamento de visitas 55 21 3865-2138

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

patrocínio master

ibm Johnson & Johnson Nova Rio conheça