Ir para o conteúdo

Projetos que misturam rap e ciência e que propõem um bate-papo e desafios para cientistas a bordo de um carro foram os escolhidos no 1º Hackaton da Divulgação Científica em Saúde.

Ciência Móvel ficou na cidade mineira entre 6 e 9 de junho.

Encontro foi realizado no dia 25, segunda-feira, e reuniu alunos, docentes e interessados no tema. 


Divulgar ciência por meio de vídeos é a aposta de muitos profissionais. Pensando nisso, a Especialização em Divulgação e Popularização da Ciência 2018 promovou o seminário Imagens em movimento na divulgação da ciência e saúde, com a jornalista Claudia Jurberg e o físico Genilton José Vieira. O encontro ocorreu na segunda-feira, 25 de junho, na Tenda da Ciência. 

Com a palestra "O câncer em cinco episódios de duas temporadas", Claudia apresentou a experiência do Núcleo de Divulgação do Programa de Oncobiologia da UFRJ, do qual é coordenadora, na produção de vídeos de animação. Nos últimos dez anos, o Núcleo ganhou recursos de apoio da Faperj e da Fundação do Câncer para desenhar e implementar pesquisas de campo, cujos resultados foram utilizados no roteiro e produção de cinco vídeos para falar sobre a doença. A primeira trilogia, sobre fatores de risco e câncer — “Amor em tempos de HPV”, “Crônica de uma morte anunciada” e “Memórias de minhas pintas tristes” —, foi acessada mais de 68 mil vezes e está disponível neste link

Já em "Etapas de elaboração de um documentário científico", Genilton, que trabalha com imagem científica na Fiocruz desde 1981, mostrou a realização de alguns documentários. Foram eles: “O mundo macro e micro do mosquito Aedes aegypti – Para combatê-lo é preciso conhecê-lo", “Aedes aegypti e Aedes albopictus – Uma ameaça nos trópicos”, “Triatomíneos – O elo de uma enfermidade” e “Conhecendo os mosquitos Aedes – Transmissores de arbovírus”, que será lançado em julho de 2018. "Busquei relatar todas as etapas de realização com imagens reais, modelagem e animação 3D, construção de roteiros, edição, composição de trilha sonora e, para finalizar, falei sobre o uso de novas tecnologias para captura de imagens reais", explica o físico. 

Os seminários são realizados uma ou duas vezes no mês e são sempre abertos ao público. Fique atento ao próximo e participe!

Atualizado em 27/6/2018

A atividade tem entrada gratuita e fica em cartaz até setembro no Museu da Vida.

Evento fez parte das comemorações pelo Dia Mundial do Meio Ambiente.

Atividades do Ciência Móvel – Arte e Ciência sobre Rodas serão apresentadas em São Gonçalo do Sapucaí, de 9 a 12 de maio

O espetáculo, que começou em 2016, foi apresentado pela última vez em julho de 2018.

Leia o informativo do Núcleo de Estudos da Divulgação Científica, do Museu da Vida!

Em junho, a Fiocruz vai dar lugar a uma maratona para quem quer aproximar a ciência da sociedade.

Evento reuniu ativistas sociais, educadores e divulgadores da ciência
Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento terça a sexta-feira: 9-16h30, sábados: 10h-16h

agendamento de visitas 55 21 2590-6747

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

patrocínio master

ibm Nova Rio conheça