Ir para o conteúdo

Elaborada para comemorar os 90 anos da descoberta da doença de Chagas, a exposição "Carlos Chagas" pôde ser vista em Nilópolis até final de janeiro. O público confere a vida e a obra do médico e cientista, que também foi diretor do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), na sede da Prefeitura Municipal. São apresentados 15 painéis com trabalhos significativos de um dos mais importantes cientistas brasileiros, nas áreas de pesquisa biológica, médico-sanitárias, saúde pública e em administração do IOC.

Carlos Chagas nasceu no dia 9 de julho de 1878, na Fazenda Bom Retiro, a cerca de 20 quilômetros da cidade de Oliveira, em Minas Gerais. Foi nomeado médico da Diretoria-Geral de Saúde Pública em 1904 e, no ano seguinte, participava da campanha contra a malária em Itatinga, em São Paulo. Fez o mesmo em Xerém, na Baixada Fluminense.

Em 1907, no norte de Minas Gerais, o médico coordenou a campanha contra a malária, que se alastrava junto aos trabalhadores da Estrada de Ferro Central do Brasil. Dois anos depois, era publicada a descoberta do Trypanosoma cruzi na revista alemã Archiv für Schiffs-und Tropen-Hygiene. A identificação do protozoário no sangue da menina Berenice, em Lassance, ocorreu em abril de 1909. Na ocasião, o diretor do IOC, Oswaldo Cruz, comunicava a descoberta de uma nova doença, que levaria o nome de Chagas, em sessão na Academia Nacional de Medicina. Carlos Chagas morreu em 8 de novembro de 1934.


Publicado em 16/3/2018
Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento terça a sexta-feira: 9-16h30, sábados: 10h-16h

agendamento de visitas 55 21 2590-6747

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

patrocínio master

ibm Nova Rio conheça