Ir para o conteúdo

Por Melissa Cannabrava

Nosso querido e amado museu, criado em 1999, completou no mês de maio mais um aniversário! Dessa vez, em vez do tradicional Piquenique Científico, quatro coletivos foram beneficiados no Niver Solidário, que celebrou os 22 anos do Museu da Vida. Por conta da pandemia, o Museu organizou a campanha de doação de recursos para as instituições Rede CCAP, Museu da Maré, Projeto Marias e Manguinhos Solidário - este último destinou as doações ao Ballet Manguinhos.

"Reforçar a arte e a educação em territórios de favela é tão necessário quanto reforçar ações e práticas de saúde no enfrentamento à pandemia", Elizabeth Campos, coordenadora da Rede CCAP.

Cada doação foi recebida com muito carinho por cada um deles, que agradecem o apoio do público. Segundo Elizabeth Campos, coordenadora da Rede CCAP, que tem como missão institucional zelar pela defesa e garantia dos direitos humanos, eles pretendem investir a doação de R$ 1.890,00 em arte, educação e cultura na comunidade de Manguinhos.  

"Foi um momento até mesmo inédito para nós, que não temos esta prática de atuar com doações. Um verdadeiro aprendizado. E estar no cardápio de instituições amigas do Museu da Vida é realizador. Um belo reconhecimento de uma parceria que há anos tem envolvido a ciência e o território numa relação dialógica e de construção. A expertise do projeto Casa Viva é a arte, a educação e a cultura. Desde 2003, o projeto tem experimentado esta prática que traz cor e tom para as crianças da favela. Assim, desejamos continuar comprando materiais de colorir para as crianças, de modo a trazer alegria e criatividade nestes dias tão difíceis. Reforçar a arte e a educação em territórios de favela é tão necessário quanto reforçar ações e práticas de saúde no enfrentamento à pandemia", relata.

Um ajuda o outro: esse é o lema do Ballet Manguinhos, que recebeu as doações de outro projeto que atende moradores da região, o Manguinhos Solidário. Edna Idarrah Corrêa, vice-presidente do Ballet, conta que o valor recebido contribuiu para a compra de cestas básicas e itens de higiene. 

"Ao ajudar uma família em situação de vulnerabilidade alimentar, é sempre uma situação de entender que, sem aquele alimento, muitas delas estariam em situação de fome. Muitas famílias hoje, muitas vezes, contam com as doações para ter o básico dentro de casa. A recepção é sempre de agradecimento e grande felicidade em saber que filhos, netos, entre outros membros da família, terão o que comer naquele dia, semana ou mês", explica. 

Por meio do coletivo Manguinhos Solidário, foi realizada a compra de itens para a montagem de cestas básicas e itens de higiene. De acordo com Idarrah, os R$1.270,00 possibilitou a entrega de 50 cestas montadas e distribuídas para a comunidade, incluindo famílias das bailarinas e bailarinos que o projeto atende. "Entendemos que o cenário da pandemia em nossa comunidade afetou muito moradores e aqueles que trabalham de forma autônoma ou em empregos informais, gerando uma maior vulnerabilidade social e, principalmente, alimentar. Com as doações, iremos promover a entrega de cestas básicas às famílias mais vulneráveis de nosso território, levando segurança alimentar a quem mais necessita nesse momento", complementa.

O Projeto Marias, um coletivo de 350 mulheres mães de filhos com diversos tipo de deficiência, também recebeu doações. A expectativa da psicopedagoga Norma Maria, fundadora do projeto, era finalizar a obra da sala de fisioterapia, mas o desenvolvimento na área de educação do projeto foi priorizado com os R$ 1.140,00 arrecadados.

"A recepção foi ótima. Pretendíamos gastar com a obra da sala de fisioterapia, mas as arrecadações não foram suficientes para esta finalidade. Então, iremos gastar os pouco mais de mil reais com a compra de alguns materiais didáticos para o retorno às aulas presenciais. Tudo com certeza irá beneficiar a favela de Manguinhos, onde o projeto atua", detalha.

E, é claro, a gente não poderia deixar de fora da nossa comemoração o Museu da Maré, representante da Maré no Niver Solidário que arrecadou R$ 1.550,00. Fundado no dia 8 de maio de 2006, nasceu do desejo e das ações das moradoras e dos moradores locais para preservar suas memórias e histórias. Os recursos doados serão usados para a compra de EPIS e contratação de serviço de frete para a entrega das cestas básicas a 1500 famílias, doadas ao Museu da Maré pela parceria com a Cooperação Social da Presidência da Fiocruz.

NOSSO MUITO OBRIGADA!

Muitas pessoas doaram, mas a luta continua. As necessidades dos moradores de favelas e periferias ainda são presentes. Para aqueles que ainda não contribuíram, solicitamos que entrem em contato com os projetos. Passe a ser um colaborador! Sua ajuda é importante. 

Perdeu a live de aniversário do Museu da Vida? Dá o play e vem conhecer cada um dos projetos.

 

Publicado em 23 de julho de 2021

Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento: Estamos fechados devido à pandemia. Siga-nos nas redes sociais!

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

Ternium Johnson & Johnson ibm conheça