Ir para o conteúdo
Acervo Museu da Vida Fiocruz. Créditos: Flavia Braga

1, 2, 3... É possível contar mesmo microorganismos bem pequeninos, você sabia? As bactérias podem ser observadas em laboratórios das mais diversas maneiras. Essas análises exigem equipamentos com lentes de aumento muito poderosas. O contador de colônias é um desses exemplos. 

Mas para que serve um contador de colônias? Como o próprio nome sugere, ele facilita a contagem de conjuntos de bactérias. Elas, as colônias de bactérias, ficam unidas fisicamente e, através da contagem, é possível realizar o estudo do comportamento e da estrutura desses microrganismos. 

No Instituto Oswaldo Cruz, equipamentos como este eram utilizados em diversos tipos de laboratórios. Um deles foi a Divisão de Virologia que, dentre muitas atribuições, cuidava das atividades relacionadas à produção de algumas vacinas como da febre amarela e varíola.

 

Contador de colônias usado no laboratório de produção da vacina antivariólica no Pavilhão Rockefeller, em Manguinhos. Acervo: Departamento de Arquivo e Documentação – Casa de Oswaldo Cruz / Fiocruz.

 

Este tipo de contador de colônia esteve em uso entre os anos 1950 e 1970, para a fabricação da vacina antivariólica inoculada em ovos e liofilizada (desidratada num ambiente à baixa temperatura).

Nesta época, as vacinas eram produzidas de forma bastante artesanal. Entre as etapas de produção, havia o momento em que os ovos eram triturados e centrifugados em baixa rotação. Esta etapa era importante para eliminar fragmentos de tecidos e bactérias. Na sequência, era necessário selecionar amostras e fazer testes de segurança utilizando o contador de colônias, para verificar se a etapa de destruição de bactérias foi bem-sucedida. 

 

O contador de colônias do acervo do Museu da Vida Fiocruz

O American Optical Spencer Quebec Colony Counter é um equipamento capaz de ampliar e iluminar amostras. Ele foi produzido pelo fabricante americano American Optical Company entre as décadas de 1940 e 1960, com o objetivo de tornar a contagem mais nítida e precisa. Esta empresa já era muito conhecida por produzir lentes de alta capacidade para diversas finalidades, desde óculos para uso pessoal até equipamentos utilizados em missões espaciais.  

O contador de colônias possui uma estrutura muito simples: uma lente com poder de ampliação de 1.5x, uma abertura central de 4 polegadas onde pode ser encaixada uma placa com amostra de colônias, e um espaço para encaixe de lâmpada para iluminação. 

 

Ilustração da área de contagem de bactérias. Catálogo AO-Spencer, 1950. Disponível em: https://www2.humboldt.edu/scimus/Instruments/AO_Cat_c1950/Chap%20N_MiscInst/Chap_N_MiscInst.htm

 

A imagem acima, retirada do catálogo do equipamento, ilustra o seu uso. O pesquisador posiciona a lente de aumento sobre uma placa de Petri com amostras. Os pontos localizados ao longo dos quadrantes da lente são colônias de bactérias. 

Este contador de colônias é um equipamento analógico, em que as bactérias deveriam ser contadas manualmente. Os aparatos atuais são automatizados e a contagem pode ser realizada por computadores, o que diminui de maneira significativa o tempo gasto nas análises. 

 

Informações técnicas do Objeto
Materiais: metal, vidro
Dimensões: 28x28x26 cm 
Fabricante: American Optical Company
Origem: Estados Unidos
Data: [1940-1960]
Procedência: Instituto Oswaldo Cruz – Divisão de Virologia

 

Outras leituras:
American Optical. Instrument Catalog, Chapter N- Miscellaneous Instruments. Disponível em: https://www2.humboldt.edu/scimus/Instruments/AO_Cat_c1950/Chap%20N_MiscInst/Chap_N_MiscInst.htm
Casa de Oswaldo Cruz. Fundo Instituto Oswaldo Cruz. Serviço de Administração Geral. Disponível em: http://basearch.coc.fiocruz.br/index.php/administracao-geral-6
Mass Moment. American Optical Celebrates 150th Anniversary. Disponível em: https://www.massmoments.org/moment-details/american-optical-celebrates-150th-anniversary.html

 

Créditos:
Objeto em Foco é um produto de divulgação do acervo museológico sob a coordenação de Inês Santos Nogueira e Pedro Paulo Soares
Serviço de Museologia - Museu da Vida Fiocruz

 

Atualizado em 27 de setembro de 2022.

Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

Funcionamento: de terça a sexta, das 9h às 14h30.

Fiocruz: Av. Brasil, 4365, Manguinhos, Rio de Janeiro. CEP: 21040-900

Contato: museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@fiocruz.br.

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

conheça