Ir para o conteúdo

Aparelho de indução de corrente constante de Reiniger 
Fabricante: Reiniger, Gebbert & Schall
Material: metal (ferro, cobre, zinco e carbono), borracha, vidro e madeira
Local: Erlangen, Alemanha – Décadas de 1880 a 1930


Esse aparelho portátil foi desenvolvido para produzir corrente elétrica constante. Seus usos estão ligados a diferentes tipos de eletroterapia. Você sabia que a terapia aplicada a partir de corrente elétrica é uma das formas mais antigas de tecnologia médica?

A eletroterapia é conhecida desde o final do século XVIII, com as primeiras experiências do médico e físico Luigi Galvani e seus discípulos, mas foi adotada amplamente somente em meados do século XIX, quando passou a ser utilizada em tratamentos contra a dor. Suas principais aplicações foram em casos de neuralgia (dor crônica), como ação anestésica, bem como em casos de doenças do sistema nervoso central, como convulsões, paralisias e distúrbios dos nervos periféricos. 

A partir da década de 1930, a eletricidade passou a ser utilizada terapeuticamente em instituições para doenças mentais. Na forma de eletrochoques, deixou um triste legado como castigo físico e controle disciplinar dos pacientes, ainda que exista comprovação de sua eficácia quando utilizada eticamente.

Mas, este aparelho especificamente, teve sua função adaptada para outra atividade médica. Doado à Fiocruz pelo médico fluminense Sylvio Lengruber Sertã (1907-2001), na década de 1990, foi adaptado por seu pai, Dr. Licínio Sertã, para ser utilizado como bisturi elétrico. Doutor Licínio, que era clínico, recebia seus pacientes em sua casa de fazenda, localizada próxima à cidade de Carmo na Região Serrana do Rio de Janeiro, onde realizava consultas, exames e pequenas cirurgias. 

A bateria portátil no catálogo da RGS de 1897.

O aparelho foi desenvolvido na década de 1880 por Otto Reiniger e produzido pela empresa Reiniger, Gebbert & Schall (RGS), empresa especializada em tecnologia médica, localizada na cidade de Erlangen, na Alemanha. Conhecido também como Bateria de Imersão Portátil para Galvanização e Eletrólise, foi parte importante do arsenal terapêutico da época e, por muito tempo, um grande sucesso comercial da empresa.  

O aparelho de Reiniger era composto por uma bateria de imersão, galvanômetros, reostatos, seletor de corrente, transformadores de corrente e eletrodos. A corrente elétrica constante fornecida por esse equipamento era produzida por uma bateria de imersão, formada por elementos de carbono e zinco que eram imersos em uma solução líquida de ácido crômico, que produzia uma reação eletroquímica. 

Numa época em que os aparelhos de indução de corrente elétrica eram grandes e pesados, a bateria de Reiniger era relativamente leve, compacta e robusta, apropriada para o transporte e para a prática médica na cidade e no interior. 

Em 1925, nos tempos difíceis do pós-guerra e em meio à crise financeira da República de Weimar, a RGS foi adquirida pela Siemens & Halske. Atualmente, o museu da Siemens ocupa o prédio das antigas oficinas de máquinas da empresa, em Erlangen. 

A grande máquina de alta frequência do tipo D’Arsonval, em foto de 1923, retirada do livro Diathermy and Its Application to Pneumonia, de Harry Eaton Stewartz.

Aparelhos como a bateria de Reiniger ou o Pantostat, da Siemens, deram origem a um novo segmento industrial no final do século XIX, especializado na produção e comercialização de dispositivos eletromédicos. Até hoje, a eletromedicina é uma área importante da tecnologia médica para diagnóstico e tratamento. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para ler mais!

FIOCRUZ. Casa de Oswaldo Cruz. Departamento de Arquivo e Documentação. Fundo Sylvio Sertã. Disponível em: http://basearch.coc.fiocruz.br/index.php/sylvio-lengruber-serta-2 

CID, Felip. Electroterapia – catálogo de exposição. Museo Vasco de Historia de la Medicina y de la Ciencia. Bilbao: 2002

ALRAUM, C.; SCHROLL-BAKES, K.; BRAUN, B.; DIRNBERGER, S.; LEIDIG-SCHMITT, H.; KIUNTKE, F.; MICHELS, M.; SCHUSSER, M.; VITTINGHOFF, D.; ZENGER, I. Stories from the MedMuseum. Siemens MedMuseum. Erlangen: 2018. 

REINIGER, GEBBERT UND SCHALL. Katalog über Elektro-medizinische Apparate von Reiniger, Gebbert & Schall: Elektrotechnische Fabrik Abteilung. Erlangen: 1897. Disponível em: http://vlp.mpiwg-berlin.mpg.de/library/data/lit17689? 

COLLECT MEDICAL ANTIQUES. Alternating current. Disponível em: https://collectmedicalantiques.com/gallery/alternating-current 

Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento terça a sexta-feira: 9-16h30, sábados: 10h-16h

agendamento de visitas 55 21 3865-2138

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

patrocínio master

ibm Johnson & Johnson Nova Rio conheça