Ir para o conteúdo

Compartilhe

Facebook Twitter Imprimir
A obra foi coordenada por Luisa Massarani, pesquisadora do NEDC.


Formas de selecionar fontes alternativas para promover a cultura científica, e considerações sobre o público que consome notícias de ciência são alguns dos temas abordados pelo livro recém-publicado "Jornalismo e ciência: uma perspectiva Ibero-americana". 
 
A obra de 114 páginas foi produzida pela Rede Ibero-Americana de Monitoramento e Capacitação em Jornalismo Científico, criada em 2009, com apoio do Programa Ibero-Americano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento (Cyted), e formada por 10 países da região (Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Cuba, Espanha, Equador, México, Portugal e Venezuela).
 
Coordenada por Luisa Massarani, pesquisadora do Núcleo de Estudos em Direito Contemporâneo (NEDC), a publicação está dividida em duas partes: na primeira, estão artigos de reflexão escritos por diversos pesquisadores do tema; na segunda, o foco é a prática do jornalismo científico, em que profissionais atuantes na área dão dicas para o cotidiano de um repórter que trabalha na cobertura das ciências.
 
Clique aqui para baixar gratuitamente o livro, que contém artigos em português e espanhol.
 
Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento terça a sexta-feira: 9-16h30, sábados: 10h-16h

agendamento de visitas (0xx21) 25906747

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21045-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

patrocínio master

ibm dataprev conheça