Ir para o conteúdo

Por Renata Bohrer 

No dia 22 de setembro, começou oficialmente a primavera no hemisfério sul. A estação é conhecida pelas cores, aromas e, também, pelo som da natureza. A primavera tem importante significado para as aves, em especial, as aves migratórias. Pensando nisso, o Ciência Móvel criou um pôster artístico com elementos da astronomia para homenagear essas maravilhas naturais que embelezam os céus de todo o mundo. O material já se encontra disponível para download e é gratuito

Inspirado nas aves que integram as 88 constelações estabelecidas pela União Astronômica Internacional- IAU, o pôster Aladas propõe uma releitura das constelações clássicas a partir de referências atuais. O diferencial da obra, feita pelo artista Caio Baldi, fica por conta das espécies que ilustram as nove constelações de aves presentes na esfera celeste. Sob o fundo estrelado da Via Láctea, é possível observar aves nativas ou existentes nas Américas.  

Para além da beleza ilustrada, este trabalho visa somar forças às iniciativas globais em prol das aves. O pôster é lançado no momento em que várias organizações do mundo se mobilizam para uma campanha de conscientização e preservação das aves migratórias, o Dia Mundial das Aves Migratórias (World Migratory Bird Day - WMBD), celebrado em duas datas próximas a dois fenômenos astronômicos. São eles: os equinócios da primavera e do outono (quando o dia e a noite têm a mesma duração). Em 2021, a campanha do WMBD tem como tema “Cante, voe, suba alto - como uma ave!” e ocorre no dia 9 de outubro. 

Todos os anos, na época próxima aos equinócios, milhares de aves cruzam os céus em uma luta pela sobrevivência. Na primavera, o Brasil recebe muitas aves que se deslocam à procura de alimentos e de climas mais quentes.

No que diz respeito à nossa jornada artística, o público poderá observar aves das Américas que representam constelações famosas da mitologia greco-romana. São elas: 

- a constelação de Águia (ilustrada pelo gavião real) - representava Zeus, o senhor do Olimpo no mito grego; e acompanhava Júpiter, o líder dos deuses no mito romano; 

- a constelação do Cisne (ilustrada pelo cisne de pescoço preto) -  representava o senhor do Olimpo que teria se metamorfoseado em um cisne para seduzir Leda, a esposa do rei de Esparta. Dessa relação, segundo o mito grego, nasceram os gêmeos: Pólux e Castor;

- a constelação do Corvo (ilustrada pela gralha de crista negra) -   representava a ave sagrada de Apolo. Um dos mitos gregos diz que o corvo já teve penas brancas, mas tudo mudou quando a ave revelou a traição de Corónis ao deus Apolo. Durante um ataque de fúria, o deus do Sol e, também, marido de Corónis teria transformado o corvo em uma ave negra.  

As demais constelações aladas estão inseridas no contexto histórico das Grandes Navegações. Essas constelações são representadas na esfera celeste por animais exóticos e de grande beleza (ver lista abaixo).

O pôster integra a Coleção Viagem ao Universo em 88 Constelações - uma ação educativa do projeto Arte e Ciência sob Rodas, aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura, com a Gestão Cultural da SPCOC. É uma realização do Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, e conta com patrocínio das empresas BAYER, Grupo DPSP, Drogarias Pacheco, IBM, 3M e EDF Norte Fluminense.


Cada ave possui seu próprio pôster. Todas as ilustrações estão disponíveis para download gratuito no álbum Constelações Aves Aladas, do Flickr do Museu da Vida:

  1. Constelação da Águia  (Harpia / Harpia harpyja)  

  2. Constelação do Pavão (Pavão-indiano / Pavo cristatus)

  3. Constelação da Garça (Garça-real-Americana / Ardea herodias)

  4. Constelação da Fênix (Cigana / Opisthocomus hoazin)

  5. Constelação do Corvo (Gralha-de-crista-negra / Cyanocorax chrysops)

  6. Constelação da Pomba (Asa-Branca / Patagioenas picazuro)

  7. Constelação do Cisne (Cisne-de-pescoço-preto / Cygnus Melancoryphus)

  8. Constelação da Ave Do Paraíso (Grande-ave-do-paraíso / Paradisaea Apoda)

  9. Constelação do Tucano (Tucano-de-papo-branco/ Ramphastos Tucanus)

 

Dia Mundial das Aves Migratórias: 

Instituído em 2006, pelo Secretariado do Acordo sobre Conservação de Aves Aquáticas Migratórias da África-Eurásia em colaboração com o Secretariado da Convenção sobre Conservação de Espécies Migratórias de Animais Silvestres, o Dia Mundial das Aves Migratórias (World Migratory Bird Day - WMBD) é um programa internacional celebrado em duas datas -  no segundo sábado de maio e outubro -  períodos que coincidem com as migrações das aves.  O programa anual tem como objetivo despertar a atenção para a necessidade de conservação desses animais e seus habitats. Acesse: WMBD - 2021 

#WorldMigratoryBirdDay #WMBD2021 #SingFlySoar #LikeABird #ForNature

Para saber mais: 

Conheça as Aves Migratórias do Brasil no livro Conservação de Aves Migratórias Neárticas do Brasil, clicando aqui. E as Aves Migratórias no Pantanal, aqui.

No Blog do Biólogo Gustavo Freire de Carvalho Souza, você encontrará links para download de 50 livros sobre aves brasileiras. Acesse aqui.

Conheça mais algumas aves Migratórias com o livro de Colorir Aves Migratórias, clicando aqui. E também o blog Passarinhóloga com alguns desenhos de aves brasileiras para colorir, clique aqui.

E para quem gosta de Dobraduras de Papel, monte 3 aves migratórias brasileiras em origami no site da Save Brasil. Acesse aqui  

Publicado em 22 de setembro de 2021.

Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento: Estamos fechados devido à pandemia. Siga-nos nas redes sociais!

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

conheça