Ir para o conteúdo

Compartilhe

Facebook Twitter Imprimir
O tema foi "A difusão do conhecimento científico e tecnológico na segunda metade do século XIX".

No dia 15 de junho de 2015, às 9h30, o Ciclo de Seminários da Especialização 2015 recebeu a pesquisadora Cristina Araripe, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz). Com a palestra “A difusão do conhecimento científico e tecnológico na segunda metade do século XIX: as exposições universais em perspectiva”, Araripe abordou a importância desses espaços para transformações sociais vinculadas aos processos de institucionalização das ciências e tecnologias.

A partir de 1851, as exposições universais atuaram como espaços para a implementação de uma política ampla de modernização, industrialização e de progresso das sociedades. As exposições ajudaram a disseminar a compreensão geral de que os países industrializados tinham alcançado um elevado grau de evolução das suas estruturas sociais, políticas e econômicas. Principalmente aqueles considerados periféricos, Brasil, México, Argentina, entre outros, em relação a países europeus, como Inglaterra, França, Bélgica e Espanha.

Atualizado em 18/06/2015

Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

Funcionamento: de terça a sexta, das 9h às 14h30.

Fiocruz: Av. Brasil, 4365, Manguinhos, Rio de Janeiro. CEP: 21040-900

Contato: museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@fiocruz.br.

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

conheça