Ir para o conteúdo

Por Alessandro Batista, Bianca Reis, Clarice Ramiro, Miguel de Oliveira e Suzi Aguiar

Diante do desafio de realizar ações de divulgação científica sobre o tema das arboviroses no cenário pandêmico junto ao território de Manguinhos, a equipe da Pesquisa Científica e Tecnológica para Inovação em Educação e Comunicação para prevenção da Zika e doenças correlatas nos territórios identificou o aplicativo WhatsApp como uma ferramenta importante.

Por meio de uma rede de parceiros que fizeram disparos de diferentes cards, tivemos como objetivos chamar a atenção para a prevenção e o cuidado em relação às arboviroses, sobretudo na iminência da emergência sanitária da COVID-19; ampliar ações de divulgação científica no território de Manguinhos e associar a luta por direitos em Manguinhos à garantia da saúde no território.

A elaboração de cards com mensagens importantes sobre as arboviroses foi realizada a partir do acúmulo de três anos de pesquisa no território e dialogou com a agenda 2030 - plano que indica 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) -, o que trouxe para o debate das arboviroses em Manguinhos a temática da luta por direitos.  Foram abordados os seguintes temas: “O que são arboviroses?”, “Arboviroses: Água e Saneamento Básico”, “Arboviroses: Lixo e enchente”, “Arboviroses: Ações coletivas e individuais”, “Arboviroses: Serviços de Saúde” e “Durante a COVID-19 como ficam as arboviroses?”.

Além da composição de imagens e textos, havia também legendas que acompanhavam os cards no WhatsApp. Essa foi uma tentativa de aproximar ainda mais o leitor das mensagens divulgadas, instigando-o a responder perguntas, realizar comentários e reflexões a partir do seu território. O material desenvolvido teve sua concepção acessível, utilizando audiodescrição.

A rede de disparadores foi composta por professores de escolas estaduais – Fabiano de Bonis e Gilson Alves -, chefia do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF) – Carlos Costa - e uma articuladora cultural do território – Elizabeth Campos. Além do trabalho de replicação desta rede, nosso material circulou também nas redes sociais do Museu de Vida.

Destacamos como resultados desse processo a boa recepção dos cards e o compartilhamento em diversos grupos, que resultou em uma ação de divulgação científica efetiva. Recebemos dos disparadores propostas de continuidade e introdução de novos temas, o que nos indica a necessidade de ampliar o debate sobre as arboviroses e as metodologias utilizadas, como a realização de lives, oficinas, entre outras. Houve, também, uma reflexão sobre o impacto do uso do aplicativo e suas limitações, o que nos fez pensar sobre a possibilidade de envolver diferentes mídias, como o Facebook e Instagram, por exemplo.

Acreditamos que a rede de disparos de mensagens sobre arboviroses via WhatsApp em Manguinhos potencializou a construção de conhecimento sobre esse tema. A permanente articulação com os disparadores demonstrou a potencialidade da divulgação científica por essa ferramenta, pois os disparadores compartilharam os cards em seus grupos, o que nos deu a possibilidade de termos o que denominamos de disparo secundário. A experiência se revelou desafiadora por seu caráter inovador e trouxe muito aprendizado sobre os ambientes virtuais na divulgação científica. O objetivo de manter a mobilização voltada para esse tema, mesmo no cenário pandêmico, foi alcançado, na medida em que este conteúdo se tornou mais democrático e acessível ao público.

Todos os cards abaixo estão disponíveis para download e compartilhamento.

Faça download, também, dos textos que acompanham os cards.

1) O que são arboviroses?

Versão WhatsApp | Audiodescrição
Versão Stories (Instagram) | Audiodescrição

2) Arboviroses: água e saneamento

Versão WhatsApp | Audiodescrição
Versão Stories (Instagram) | Audiodescrição

3) Arboviroses: lixo e enchente

Versão WhatsApp | Audiodescrição
Versão Stories (Instagram) | Audiodescrição

4) Arboviroses: ações coletivas e individuais

Versão WhatsApp | Audiodescrição
Versão Stories (Instagram) | Audiodescrição

5) Arboviroses: serviços de saúde

Versão WhatsApp | Audiodescrição
Versão Stories (Instagram) | Audiodescrição

6) Durante a Covid-19 como ficam as arboviroses?

Versão WhatsApp | Audiodescrição
Versão Stories (Instagram) | Audiodescrição

Publicado em 30 de abril de 2021

Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento: Estamos fechados devido à pandemia. Siga-nos nas redes sociais!

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

Ternium Johnson & Johnson ibm conheça