Ir para o conteúdo

Confira as atividades de novembro! A entrada é gratuita.

A visita ao Museu da Vida está cheia de atrações com muita ciência e diversão! A entrada é gratuita, assim como todas as atividades. O museu conta com estacionamento (também gratuito); e não dispõe de guarda-volumes. Ah, venha sempre com um documento com foto para apresentar na portaria da Fiocruz, beleza? O Museu da Vida funciona de terça a sexta, das 9h às 16h30, e aos sábados, das 10h às 16h. Confira a seguir os horários das atividades.

O agendamento só é necessário para grupos acima de dez pessoas em visitas de terça a sexta. Grupos menores, visitantes individuais e visitas aos sábados não precisam de agendamento.  

Para agendar, entre em contato conosco pelo telefone (21) 3865-2138, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo nosso formulário on-line.

ATENÇÃO: não funcionaremos nos dias 15 e 20 de novembro de 2019 devido aos feriados.

 

Programação e horários

Peça teatral: Cidadela
Temporada: até 29 de novembro
Local: Tenda da Ciência do Museu da Vida
Idade: a partir de 12 anos
Dias e horários: às sextas-feiras, 10h30 e 13h30

Vem Quem Quer. Este é o nome do lugar onde se passa o novo espetáculo teatral do Museu da Vida. Cidadela quer dizer cidade pequena, mas também pode significar fortaleza. Existem muitas cidadelas no mundo, mas nenhuma é igual a Vem Quem Quer. Por quê? Você precisa assistir à peça para descobrir, mas a gente vai dar uma pista: lá, as mulheres só podiam falar quando os homens saíam, uma regra criada... pelos homens! A partir dessa regra absurda a história da peça se desenrola, com o objetivo de fazer refletir sobre os papéis sociais que têm sido impostos ao gênero feminino e sobre a importância das mulheres em todas as esferas, na família, na educação, na ciência, na política, na arte – e onde mais elas quiserem!


Show de ciências "Paracelso, o fenomenal"
Temporada: até 29 de novembro

Local: auditório do Museu da Vida (ou anfiteatro do Centro de Recepção)
Idade: a partir de dez anos
Dias e horários: terças, quintas e sextas, às 10h30 e 15h
Sábado: 30 de novembro, às 11h

Vindos de não se sabe onde e viajando desde não se sabe quando, Paracelso e sua assistente Ununúltima sempre estão dispostos a apresentar para o público tudo o que descobriram e aprenderam em sua jornada. Minúcias, malícias e mistérios... Ou seria simplesmente pura ciência? Com muito bom humor e certo charlatanismo, essa dupla um tanto excêntrica mostra várias experiências incríveis e promove um encontro único e altamente divertido.

 

Sessões acessíveis da esquete teatral "Conferência Sinistra"

dia 5/11 (terça), às 10h30
dia 28/11 (quinta), às 13h30 

No Epidauro 
Idade: a partir de 10 anos

Convite em Libras

O que acontece quando as doenças se encontram para bater um papo? Uma "Conferência Sinistra"! Febre amarela, peste bubônica e varíola, principais doenças que assolavam o Rio de Janeiro no início do século XX, viram personagens desta intervenção teatral e, de forma bem-humorada, conversam sobre os males que causam à saúde e as medidas de combate lideradas pelo sanitarista Oswaldo Cruz. O público é convidado a discutir sobre as obras do passado à luz de seu contexto histórico e refletir sobre fatos atuais. As sessões contarão com intérpretes de Libras.

 

Peça teatral "O problemão da Banda Infinita"
Temporada: até 27 de novembro
Local: 
Tenda da Ciência
Idade: a partir de 5 anos
Dias e horários: terças, quartas e quintas, às 10h30 e 13h30
Sábados: 9 de novembro, às 11h
Atenção! Não haverá espetáculo nos dias 13, 19, 20 e 26 de novembro.
Nos dias 12 e 27 de novembro, só haverá a sessão de 13h30.

A trama começa quando os cinco amigos integrantes da Banda Infinita - Pati, Tales, Artur, Pita e Alan - estão prestes a se apresentar num show. A empolgação toma conta do grupo, mas algo acontece com um dos instrumentos: algumas partes da corneta Max-Mega-Super-Ultra-Sonora somem. Para recuperá-las, eles fazem uso da matemática nossa de cada dia e embarcam, literalmente, numa nave, desbravando mundos e esbarrando com personagens curiosos. 

 

"É o fim da picada" ou "Curumim quer música"?: os visitantes decidem
Temporada: até 19 de dezembro

Local: Epidauro
Em cartaz: terças, quartas e quintas, às 10h30 e 13h30
Sábados: haverá uma sessão de "É o fim da picada" no dia 23 de novembro, às 11h
O público escolherá qual dos dois espetáculos será apresentado em cada dia e horário. A escolha será feita pelos grupos agendados ao chegarem ao Centro de Recepção do Museu da Vida, respeitando-se a ordem de chegada. 

 

Com bom humor e doses de improviso, a peça "É o fim da picada" vai costurando cenas de diálogo com o público para abordar temas relacionados à dengue, zika e chikungunya.
Faixa etária: a partir de 12 anos

 

 

Já a peça "Curumim quer música" conta a aventura de um indiozinho que, com a ajuda da plateia, parte em busca do som, ao descobrir que os barulhos da floresta sumiram. Nessa brincadeira, conceitos musicais, localização espacial e a relação da audição com o cérebro entram em cena, bem como reflexões sobre preservação do meio ambiente e reciclagem.
Faixa etária: infantil / livre.

 

Exposição "Castelo de Inspirações"
Local: sala 307 do Castelo Mourisco
Idade: livre
De terça a sexta, às 9h, 10h30, 13h30 e 15h
Aos sábados, às 10h10, 11h, 11h50, 12h40, 13h30, 14h20 e 15h10

Imagine que experiência incrível: conhecer o Castelo da Fiocruz e ao mesmo tempo visitar uma exposição sobre o “Palácio das Ciências”! Ficou curioso para saber mais sobre o monumento idealizado pelo sanitarista Oswaldo Cruz para ser símbolo da ciência e da saúde pública no Brasil e tirar aquela selfie bacana? Então, vem correndo para o Museu da Vida para conferir a mostra “Castelo de Inspirações”, que vai contar a história do Castelo e explorar os simbolismos e as curiosidades do edifício ícone da ciência brasileira, que completou cem anos em 2018. 

 

Visita ao Castelo da Fiocruz
Local: Castelo Mourisco
Idade: livre
De terça a sexta, às 9h, 10h30, 13h30 e 15h 
Aos sábados, às 10h10, 11h, 11h50, 12h40, 13h30, 14h20 e 15h10

Joia da arquitetura eclética brasileira, o Castelo Mourisco é a principal edificação do núcleo histórico e arquitetônico de Manguinhos. Este senhor centenário é tombado como patrimônio histórico nacional! Ao visitá-lo, fatos, fotos e documentos históricos revelam curiosidades de sua construção. Neste espaço de visitação, o público também pode contemplar a arquitetura em estilo neomourisco, a beleza dos azulejos portugueses e os mosaicos inspirados em tapeçaria árabe. A visita inclui a Sala de Exposição Costa Lima, com uma incrível coleção de insetos, e a Sala de Exposição Oswaldo Cruz e Carlos Chagas, com várias informações e curiosidades sobre a vida desses dois importantes cientistas brasileiros. É possível, também, visitar a exposição "Manguinhos revelado: um lugar de ciência", em outro prédio histórico de Manguinhos atrás do Castelo, o Pavilhão do Relógio.

 

Avental de histórias: Oswaldo Cruz e seu Castelo
Local: Castelo
Idade: de cinco a oito anos 
Dia e horários: terça, às 9h e 15h30

Apresentação de uma história especialmente criada para o público infantil sobre a personalidade de Oswaldo Cruz e sua ideia de construir o Castelo. A atividade utiliza como recurso um avental artesanal de tecido colorido, que funciona como cenário, com bolsos de onde saem os personagens da narrativa.

 

 

Borboletário Fiocruz 
Local: área externa da Tenda da Ciência
Idade: a partir de 5 anos
De terça a sexta, às 9h, 10h30, 13h30 e 15h
Aos sábados, das 10h às 16h 

O espaço é ornamentado por plantas e habitado por quatro espécies de borboletas do continente americano: olho-de-coruja (Caligo illioneus), ponto-de-laranja (Anteos menippe), borboleta-brancão (Ascia monuste) e Julia (Dryas iulia). Durante a visita, o público mergulha no universo das borboletas e descobre detalhes sobre seu ciclo de vida, hábitos alimentares, o segredo por trás de suas variadas cores, táticas e estratégias de sobrevivência, entre outros fatos adoráveis! 


Parque da Ciência
Local: em frente à Biblioteca de Manguinhos
Idade: livre
De terça a sexta, às 9h, 10h30, 13h30 e 15h
Aos sábados, das 10h às 16h

Escalar uma célula gigante? Criar luz sem energia elétrica? Entender o funcionamento do olho humano? Tudo isso é possível no Parque da Ciência, que conta com uma grande área aberta, na qual estão espalhados vários equipamentos. As instalações do Parque estão organizadas em três temas principais: Energia, Comunicação e Organização da Vida.  

 

Pirâmide
Local: área coberta do Parque da Ciência 
Idade:
 livre
De terça a sexta, às 9h, 10h30, 13h30 e 15h
Aos sábados, das 10h às 16h

A Pirâmide tem esse nome porque, olha só, o telhado se parece com uma pirâmide! Lá dentro, é possível conferir várias atividades: uma câmara escura, onde os visitantes podem observar um modelo de olho humano gigante, jogos e experimentos científicos com atrações que falam sobre as vidas micro e macroscópica.

 

O Museu da Vida fica na Avenida Brasil, nº 4365, no campus Manguinhos da Fiocruz.



Publicado em 1º/11/2019.

Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento terça a sexta-feira: 9-16h30, sábados: 10h-16h

agendamento de visitas 55 21 2590-6747

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21040-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

Assessoria de imprensa: divulgacao@coc.fiocruz.br.

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

patrocínio master

ibm Johnson & Johnson Nova Rio conheça