Ir para o conteúdo

Compartilhe

Facebook Twitter Imprimir
O Jogo das Vacinas é uma forma lúdica de ensinar a importância da vacinação para o público infantil.


Foto: Divulgação Fiocruz
Uma novidade agitou ainda mais as atividades do Ciência Móvel, na Vila Olímpica de Santa Cruz, de 6 a 9 de maio de2014: o lançamento do Jogo das Vacinas, voltado para o público infanto-juvenil, no qual todos os participantes devem ser “vacinados” para se proteger contra doenças, antes que o tempo se esgote. O jogo, que busca passar informações sobre vacinas de forma descomplicada e divertida, é resultado de parceria entre o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) e o Projeto Ciência Móvel – Vida e saúde para todos, do Museu da Vida (Casa de Oswaldo Cruz /Fiocruz).

O jogo é do tipo ludo, onde as crianças são as peças fundamentais. É composto por uma lona de 20 m², cartas, dado gigante, marcador de tempo e comporta quatro grupos de jogadores. A faixa etária estimada é a partir de 8 anos. A atividade é uma batalha coletiva para que todos os participantes sejam vacinados e fiquem protegidos a tempo contra doenças. Além disso, existem outros objetivos complementares: conhecer algumas características do mundo microbiológico e entender a importância das vacinas na prevenção de doenças causadas por micro-organismos, como vírus e bactérias. A base é o calendário nacional de vacinação infantil, onde constam oito vacinas que protegem contra diversas doenças.

Como animação, foram criados muitos personagens: Microinimigos, Bio-Vacina, Vacilão, Micro Amiga, além da participação estilizada do Castelo Fiocruz e dos Postos do SUS. Um mediador comandará o jogo, além de fornecer informações extras sobre as vacinas, as doenças e suas consequências e algumas noções de higiene.

Para o diretor de Bio-Manguinhos, Artur Roberto Couto, a iniciativa visa difundir informações sobre vacinação para além dos centros urbanos. “Queremos sensibilizar jovens e crianças sobre a importância das vacinas, de acordo com o Calendário Nacional de Imunizações, reforçando o papel da Bio-Manguinhos/Fiocruz na promoção da saúde e cidadania”, reforçou.

Coordenador do projeto Ciência Móvel, o educador do Museu da Vida Marcus Soares ressalta o caráter coletivo do novo módulo a ser levado pelo caminhão da ciência: “O mais legal do Jogo das Vacinas é que ele é um desafio coletivo, com uma proposta educativa bem definida. Os grupos precisam se ajudar para que todos sejam vacinados e fiquem protegidos de várias doenças, como defende o programa nacional de imunização do Ministério da Saúde”, concluiu.

A região de Santa Cruz foi escolhida para o lançamento do jogo pela aproximação do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos com a população e órgãos locais. A unidade da Fiocruz está construindo na área o Novo Centro de Processamento Final (NCPFI), complexo que deve começar a operar em 2018, com capacidade para produzir até 600 milhões de doses de vacinas e frascos de biofármacos por ano.

A ação, aberta para estudantes, professores, educadores, profissionais de saúde, e toda a família, foi gratuita. Saiba mais sobre o Ciência Móvel.

Serviço
Projeto Ciência Móvel – Vida e Saúde para Todos
Local: Vila Olímpica Oscar Schmidt – Santa Cruz
Rua das Palmeiras Imperiais, 83
Abertura: 6 de maio às 14h. Até 9 de maio, às 16h. Grátis


Link para o site Invivo
link para o site do explorador mirim
link para o site brasiliana

funcionamento terça a sexta-feira: 9-16h30, sábados: 10h-16h

agendamento de visitas (0xx21) 25906747

Fiocruz, Av. Brasil, 4365 - Manguinhos, Rio de Janeiro| CEP: 21045-900

Copyright © Museu da vida | Casa de Oswaldo Cruz | Fiocruz

museudavida@fiocruz.br

O Museu da Vida faz parte de:

abcmc astc redpop ecsite icom

Amigos do Museu da Vida: uma rede de Saúde, ciência e cultura

patrocínio master

ibm dataprev conheça